Artigos

 

Henrique Augusto Pereira Pontes

Titular da Cadeira nº 27

 

PELO BURACO DA FECHADURA

Ministros do STF começaram a ter notoriedade pública a partir da larga exposição midiática de JOAQUIM BARBOSA quando este julgou o MENSALÃO do PT.

Ele foi muito perseguido por violentos fanáticos partidários - recebeu ameaças de morte - por causa disso antecipou sua aposentadoria em 10 anos antes do limite e mudou-se do Brasil por um bom tempo.

O ex-presidente Lula chamou o STF de COVARDE porque não estava conseguindo frear o JUIZ SÉRGIO MORO e a “República de Curitiba”, como ele chamava.
Gilmar Mendes foi visto em Lisboa sendo escrachado por turistas brasileiros inconformados com a impunidade a que ele está sempre associado. Passou pelo ridículo de ter que fugir do assédio e se abrigar em lojas próximas.
O Senador Romero Jucá , líder de TODOS os últimos governos do Brasil, flagrado em ligação telefônica disse: “ tem que fazer um grande acordo nacional, com o supremo e tudo...”, visando a impunidade dele e de seus pares investigados, conspirando um fim na operação LAVA JATO.
Agora veio à tona uma palestra do deputado federal Eduardo Bolsonaro debochando da legitimidade e da eficiência do órgão supremo do poder judiciário.
É flagrante que nossas instituições democráticas vêm sendo fustigadas e testadas, há tempos...Olhando à frente :Será que o nosso Poder Judiciário tem o RESPEITO da sociedade brasileira ?

Será que a população reconhece honra e probidade nas togas de todos os juízes - como disse a Ministra Rosa Weber ?

Os políticos, empreiteiros, agentes públicos, flagrados e condenados nos mensalões e na Lava Jato, mesmo tendo passado pelo processo ordinário de julgamento, tem RESPEITADO o caráter institucional das decisões JUDICIAIS ou têm levado as instituições brasileiras ao DESCRÉDITO expondo-as ao achincalhamento e desprestígio dentro e fora do País ?

A sociedade brasileira, hoje, conhece melhor os nomes ( e características) dos ministros do STF do que dos ministros do governo federal ou mesmo dos nomes dos seus representantes no legislativo.

Será isso bom sinal?

O STF é o guardião do Estado de Direito no Brasil , da constituição federal, esses Ministros devem se dar ao respeito e a sociedade tem obrigação, por autopreservação, de respeitar e defender o nosso último bastião da ordem e da segurança da República.

Augusto Pontes

Mais artigos do Autor.