Poesias

Maria Luísa Mourão

 

Que a brisa suave que da noite cai,

Orvalhe os teus pensamentos de puro amor.

E o teu sono sossegado que pela madrugada vai,

Seja para Deus, no amanhecer, um eterno louvor.

 

Que as mágoas tristes saiam de teu viver 

Deixando sempre leve teu nobre coração

E que nuvens de tristezas não venham te abster,

Da grandeza misteriosa de doce emoção.

 

Que os caminhos permeados de simplicidade,

Façam de tua vivência verdadeira nobreza.

E não seja somente um sonho tua felicidade,

Mas que venha transformar em bem, tua fraqueza.

 

Que tua alma se eleve em cânticos de perdão 

Para te agregar aos eleitos do solo celeste.

Que a glória dos céus seja a tua eterna salvação 

Quando Deus te cubrir alegre com a santa veste.

 

17 de Setembro de 2015

 

Mais artigos do Autor.