Poesias

Homenagem ao acadêmico Manuel Evander, por Auzim Freire

 

Com muito prazer tive a honra de ser presenteado pelo meu amigo Dr. Manuel Evander Uchoa Lopes, com o livro com que retrata o Ipu e sua gente. É emocionante o amor e o carinho que seus filhos e filhas têm por sua terra. Pessoas de alto nível cultural e económico, o povo em geral se nivelam para construir um Ipu com muito carinho, retratando  do caco de torrar café a hoje torre de comunicação erguida do alto da serra; É muito bonito como eles tratam sua terra. Entre esses abnegados está Manuel Evander, o qual me presenteou esse livro e, em forma de agradecimento, lhe dedico esses poemas.

 Presente que Deus me deu

Fazer observação

De quem gosta do seu torrão

E pensa assim como eu

Dos momentos que viveu

Ao lado dos seus amigos

Evander não tem perigo

De esquecer o Ipu

Como eu do Sinimbu

E nem dos tempos antigos

 

Evander é realizado

Em tudo que ele rodeia

Mas chama de terra alheia

Por onde já tem passado

O Ipu é seu reinado

Eu acho isso bonito

Ter um amor infinito

Por tudo aquilo que é seu

Amor que nunca perdeu

Do seu berço favorito

 É de maneira importante

O amor daquele povo

Dos mais velhos aos mais novos

Com seu espirito vibrante

Doutores e comerciantes

Exaltando sua terra

No delírio que se encerra

De forma monumental

Do costume original

Do tronco daquela serra

 

Tua alegria é infinda

Tua mensagem é sincera

O Ipu sempre te espera

 Desejando boas vindas

 Rever as passagens lindas

De paisagem tão rica

Nada ali se modifica

Naquele manto sagrado

Com o deslumbrante talhado

Que rola a água da bica

                                                           Auzim Freire da beira do rio Juré  – distrito de Amanaiara.

Mais artigos do Autor.