Poesias

Lourdinha Leite Barbosa

Titular da Cadeira nº 20

 

Lento, lento...

Trago na alma todos os sonhos

Vividos ou não,

E nos olhos o peso do tempo.

Que permaneçam os sonhos que restaram

E flua o tempo. Lento, lento...

Como se a felicidade fosse constante

E a vida não surpreendesse a cada instante.

 

Mais artigos do Autor.