Poesias

Maria Silonildes de Mesquita

Titular da Cadeira nº 38

 

Ipu, Minha Cascata Nua!

Veio d'água

Nascida no seio da Ibiapaba

Ladeada por matas verdejantes

Tão serena vem deslizando

Por entre a nudez das pedras

Até desaguar e formar uma linda cascata de prata!

Cascata Nua

Cheia de vida

Cheia de beleza

Cheia de inspiração para os

Poetas, apaixonados por ti!

Onde passas geras vidas

Fazes germinar boas sementes

Embala a canção dos seresteiros

E o sono dos repousantes

Nossa cascata Nua!

Desce banhando sonhos

Ninando as canções da minha infância j

Atraindo os visitantes

E não mais os deixando

De ti esquecer

Quem bebe de tuas águas

Nunca mais te deixará!

 

Mais artigos do Autor.