Poesias

Paulo Rogério Aires Martins

Acadêmico correspondente - Mossoró / RN

 

Acordes

Acorde!

Os acordes estão aqui

Na sensibilidade dos dedos,

Como quem toca a brisa

Suavemente...

Como quem toca o riacho

Que desce da Serra

Serenando

Em véu de noiva,

Bailando ao vento,

Acariciando olhos,

Ouvidos e corações. 

Acorde!

Ouça os acordes,

Eles precisam te tocar

Com a poesia

Da madrugada,

No encanto do parto

Que faz o nascer do sol,

Que rege o cantar

Das aves,

O ritmo das árvores

E o balanço do mar.

Acorde!

Sinta os acordes

Temáticos de amor

Que harmonizam

Em primas e bordões

O prazer da vida

Dentro das canções.

 

Mais artigos do Autor.