Poesias

Titular da Cadeira Nº 34

Te conheci de amarelo

O dia era de Natal

Não vou dizer que te quero

Mas acho você o tal

 

Serra gaúcha

Lua brilhante

Amarelo guache

Beleza gritante

 

Te conheci de amarelo

Tomei chá de canela

Não vou dizer que te quero

Mas vou passar na cancela

 

Te conheci de amarelo

O dia era de Natal

Não vou dizer que te quero

Mas acho você o tal

 

O amarelo era azul

Da cor que sempre quero

O ar do céu é azul

O ar que sempre quero

 

Te conheci de amarelo

Vivi um segundo sequer

Sou e estou que te quero

Te conheci de amarelo

 

Ei de amarelo, pra que eu te quero?

Mais artigos do Autor.