Poesias

Maria Vanda Torquato Scorsafava

 Mostra-me a chuva de janeiro

com ventos suaves em louca sinfonia

passos e passos de todos indo e vindo

águas descompassadas

mas tortuosas e estreitas ruas

a terra berço da Índia

de raça Tabajara

de corpo nu bronzeado com gosto de mel

de seios fartos de leite

terra berço da beleza povoada

de canções melodias e festas

sob minhas vistas evoco canto

por onde cantam graúnas e sabiás

por passeio doçura

das frutas, das trepadeiras e dos ipês

das águas brilhantes do sussurro da bica

do rio e do pranto de todos

que partiram numa nuvem colorida

das praças e avenidas

da estação de trem

que em toda parte o apito se ouvia

de todos que ali vivem e viveram

com seus mistérios e segredos

canto tudo o que me encanta

nestes versos de AMOR à minha terra Ipu

Mais artigos do Autor.