Poesias

Maria Vanda Torquato Scorsafava

Titular da Cadeira nº 24

Poeta

Muda o rumo do caminho

Para lembrar o distante,

A tristeza, a angústia,

A dor, a opressão

viram perdão

Pelo poder das palavras

E penso

Sei que vais partir

Para bem longe

Nem imaginas

O que vou dizer

meu coração não é de pedra

mil vezes no teu pensar

constante em mim.

Das lágrimas que derramei,

Poderei dizer-te

Que ninguém ama

Mais do que eu.

Na angústia, a dúvida persiste

No mundo do poeta.

Várias vozes, muitos eus:

A vida rasga máscaras

Dor...

Onde foi que ficou o meu mundo?

O meu eu?

Ah, Vago,

Tranquilo ar.

Céu aberto encaixando pedaços

Como estilhaços

Preenche a mente

E me faço sonhar.

Num fogo animador

O ouvir

O pensar

É ser poeta.

Mais artigos do Autor.