Poesias

Francisca Ferreira do Nascimento

Titular da Cadeira Nº 09 - Patrono: Moacir Alves Timbó

Ninguém veio do nada.

Alguém   veio de alguém.

Gente descendeu de gente,

gente  formou alguém.

Veio  de  gente de  muita gente,

Pessoas   de várias cores,

gente   grande, gente pequena.

Gente da  gente, gente de alguém.

Então  formou meus  parentes.

Gente  grande, gente pequena.

Gente da gente são meus parentes.

Alguém  veio,  alguém descendeu,

são  descendentes das gentes,

que  um dia se foram,

 mas  não para sempre,

porque  desta  gente descendeu alguém,

e  formou os elos,

 e  elos são laços que ficarão para sempre desta gente.

Mais artigos do Autor.