Notícias

Abdias Martins de Souza Torres

            Nasceu em Ipu-Ceará na Fazenda Cangati, em 25 de setembro de 1904, tendo como pais João Joca de Sousa Torres e Dalila de Souza Torres. Casou-se com Maria Natividade Martins (Natí), de cujo enlace nasceram os filhos: Olívio, professor, com licenciatura plena em letras e especialização em literatura alemã e didática na Alemanha, técnico do Banco do Nordeste do Brasil; Maria do Carmo, professora e funcionária do Quadro Técnico da Receita Federal; Francisco, coronel do exército brasileiro, engenheiro de segurança do trabalho; Anahídes, professora, com licenciatura plena em letras e especialização em metodologia do ensino fundamental e médio; João, médico, professor da Faculdade de Medicina da UFC, com especialização em cirurgia cardiovascular na Alemanha e mestrado em cirurgia; Simão, engenheiro-agrônomo, com mestrado em zootecnia, advogado e ex-prefeito de Ipu; Maria Zélia, professora com licenciatura plena em pedagogia e especialização em metodologia do ensino fundamental e médio; Núbia, médica com especialização em anestesiologia, curso de pós-graduação em anestesiologia na PUC (Rio de Janeiro), chefe do serviço de anestesiologia do Hospital César Cals; e Raimundo, médico, com especialidade em cardiologia, cardiologista do Tribunal do Trabalho e do Hospital do Coração – Messejana. Na infância, frequentou a escola na Fazenda Cangati e na Fazenda Lages, onde seu pai era professor leigo, continuando seus estudos em Ipu, revelando-se, porém, um autodidata brilhante, apaixonado pela leitura, o que lhe proporcionou um grande descortino e visão do mundo. Veio a falecer em 4 de setembro de 2001, às vésperas de completar 97 anos e idade. Foi comerciante e pecuarista em Ipu. Atuante na política, herança da família Martins. Foi vereador em Ipu, por quatro legislatura, tendo sido em todas elas presidente da câmara.

            Foi nomeado pelo então presidente da república Getúlio Vargas, suplente do substituto de juiz federal do município de Ipu.

            Foi delegado de polícia de Ipu por duas vezes. Exerceu por duas legislaturas o cargo de prefeito de Ipu. Como prefeito, apesar dos parcos recursos, fez uma administração profícua, pontificando realizações de alta importância, até mesmo para os tempos atuais, como abastecimento de água da cidade, eletrificação da sede do município, através da recuperação e ampliação da antiga hidrelétrica.

(Dados extraídos do livro “Ipuenses”

Mais artigos do Autor.