Artigos

Abilio Lourenço Martins

Johann Baptist Strauss

Viena (Áustria), 25 out 1825   -   3 jun 1899

Outras atividades:

Violinista e regente.

· * * * * * *

Johann Straus II foi o mais célebre membro de uma dinastia de músicos austríacos que, ao longo do século XIX, unindo tino comercial, veia melódica e técnica de orquestração, transformaram a valsa na dança mais popular do planeta, embalando casais nas mais diversas ocasiões festivas.

Era idolatrado pelo público e estimado por inúmeros compositores da época: Referindo-se a ele: Berlioz (1803 – 1869) “Viena sem Strauss é como a Áustria sem o Danúbio”; Verdi (1813 – 1901) “Honrá-lo como um de meus colegas mais dotados”; Brahms (1833 – 1897) “É um dos poucos colegas pelos quais consigo ter respeito ilimitado”.

Neto de húngaros, seu pai, Johann Strauss (1804 – 1849) nasceu já em solo austríaco, assim como os filhos que seguiram sua carreira: Johann Strauss II (1825 – 1899), Josef Strauss (1827 – 1870) e Eduard Strauss (1835 – 1916).

A partir do exemplo do patriarca, os filhos estão essencialmente ligados ao desenvolvimento, consolidação e expansão global da valsa, tornando a Áustria a capital mundial da valsa.

A partir da década de 1820, a valsa vienense sofreu um salto qualitativo com as atividades de Joseph Lanner (1801 – 1843) e Johann Strauss (1804 – 1849). Inicialmente parceiros e, a partir de 1825, rivais.

Na década de 1830 eles eram a moda de Viena, e uma grande atração para visitantes estrangeiros, particularmente músicos.

Entretanto, depois da morte de Lanner, seu posto como principal rival de Strauss foi assumido pelo Strauss filho, que oportunamente mostraria ser não apenas um expoente extraordinário da valsa, como o mais popular compositor de música ligeira de todos os tempos.

A sua educação musical começou muito cedo e em ambiente doméstico, nos ensaios da célebre orquestra do pai que aconteciam em casa.

Aos 18 anos foi aprovado com distinção no exame de contabilidade, mas não houve jeito: deixou o instituto, optando por se dedicar a música.

Uma das composições mais famosa de Johann Strauss II, “O Danúbio Azul” foi composta no ano de 1866.

O diretor do Teatro Lessing de Berlim, Oskar Blumenthal, assim se pronunciou no ano de 1896: “Se pudéssemos estimar a quantidade de felicidade e diversão oferecida ao mundo por suas criações, Johann Strauss seria visto como um dos maiores benfeitores do século”.

Abilio, 11 jan 2015.

 

(Vídeo Johann Strauss II - The Blue Danube - Youtube - Canal The Spirit of Classical Music)

Mais artigos do Autor.