Artigos

Abílio Lourenço Martins

Titular da Cadeira nº 12

 

O equilíbrio e as suas quatro pilastras

 

São os mais variados tipos de pessoas que nos apresentam dia-a-dia. Uns excessivamente descontraídos, sem nenhum comprometimento com a responsabilidade. Outros, focados tão-somente ao trabalho ou aos estudos. Existe, ainda, aqueles que vivem exclusivamente para à Igreja.

Se analisarmos friamente o comportamento isolado dessas pessoas, constataremos que algo está errado. Precisam, todos, de um balanceamento nas suas atividades e condutas.

Se dedicarmos exageradamente o nosso tempo a um específico fator, com certeza teremos uma vida desequilibrada, estressada e rumando, seguramente, para o isolamento.

            Vejamos: Se um indivíduo se dedica excessivamente ao trabalho, tornar-se-á, gradativamente, uma pessoa esclerosada, estressada e sem uma vida social compatível; se prioriza a diversão, certamente o levará para a irresponsabilidade; se só estuda e ler, enclausura-se, cresce intelectualmente, individualiza o seu mundo, sem tempo para compartilhar a sua cultura. E aqueles que se dedicam exclusivamente à Igreja, com exceção dos grandes santos, tornar-se-ão beatos de poucos amigos.

Para que tenhamos uma vida saudável e feliz, necessário se faz a junção equilibrada de quatro importantes fatores que nos acompanham: O trabalho, a diversão, o estudo e o crescimento espiritual.

            Seja feliz!

            Abílio, 22 nov 2018

 

Mais artigos do Autor.